ATENDIMENTO À IMPRENSA

Profissionais da imprensa que desejem obter mais informações, releases, entrevistas ou acompanhar ações da Cruz Vermelha Brasileira – Filial de São Paulo devem fazer a solicitação diretamente com o Departamento de Comunicação.

Telefones: (11) 5056-8779

E-mail: comunicacao@cruzvermelhasp.org.br

RELEASES

NO DIA MUNDIAL DO REFUGIADO (20/6) CRUZ VERMELHA BRASILEIRA DE SÃO PAULO DISCUTE NA OAB/SP DIREITOS E INCLUSÃO DE REFUGIADOS

No próximo sábado (20), às 10h, a Cruz Vermelha Brasileira de São Paulo (CVB/SP) participa do seminário virtual “Webinar Dia Mundial do Refugiado: acolhida, integração e dignidade”, promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) São Paulo, com palestra do coordenador do programa Restabelecimento de laços Familiares (RLF), desenvolvido pela instituição, André Vito.

De acordo com a OAB, o evento tem como objetivo debater a atual da situação do refúgio no Brasil e no mundo, a partir de perspectivas que incluam a acolhida, interação, dignidade humana, inclusão social, preservação de direitos, atuação institucional em defesa dos refugiados, políticas públicas, oportunidades e desafios para refugiados

Na apresentação, André Vito traça o quadro do refugiado atendido pela CVB/SP no programa e os desafios identificados e agravados com o aumento de vítimas da Covid-19. “Ninguém está seguro até que todos estejam seguros. Em um mundo onde os abraços e apertos de mão são perigosos, é muito importante lembrar e proteger as pessoas que não conseguem cumprir à risca as medidas de distanciamento social e quarentena, especialmente aquelas pessoas que foram forçadas a deixar suas casas e familiares antes e durante a pandemia”.

O programa RLF tem como meta reconstituir o vínculo familiar de pessoas que foram separadas ou estão sem notícias dos parentes, por consequência de conflitos armados, desastres e emergências, inclusive como a atual crise sanitária mundial, rastreando paradeiros e mobilizando autoridades locais para ter sucesso na busca.

Em 2019, programa realizou mais de 600 atendimentos e ofereceu ligações telefônicas internacionais, para contato de refugiados e imigrantes de mais de 50 nacionalidades com suas famílias.

Informações sobre o evento: https://bityli.com/4e8bo

 

Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo

Assessoria de Imprensa: Bernadete de Aquino

(11) 5056-8779 ou (11) 93208-9620

Instagram: @cruzvermelhasp

Facebook: cruzvermelhabrasileirasp

Site: www.cruzvermelhabrasileirasp

FAMÍLIAS DE PESSOAS DESAPARECIDAS RECEBEM CESTAS BÁSICAS DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA – SÃO PAULO

Entregas serão feitas até a próxima sexta-feira (5)

Cerca de cento e vinte famílias de pessoas desaparecidas receberão cestas básicas até a próxima sexta-feira (5), preparadas por voluntários da Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo (CVB/SP). Parte destas famílias participa de Programa de Acompanhamento realizado pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), por meio do seu programa de Pessoas Desaparecidas e suas Famílias.

Para a gerente de Voluntariado e Projetos Sociais da CVB/SP, Marina Dauar, é importante ajudar com os alimentos essas pessoas que já estão abaladas emocionalmente e em situação de vulnerabilidade, condição agravada com a pandemia.

A coordenadora do programa do CICV, Larissa Leite, ressalta que a assistência adicional vem em boa hora para as pessoas que já vêm sendo acompanhadas pelo CICV e por associações e lideranças entre os próprios familiares de pessoas desaparecidas. “As consequências do desaparecimento já haviam fragilizado sua saúde física e psicológica e suas condições econômicas. Com a COVID-19, muitos destes familiares estão bastante vulneráveis e o apoio adicional da Cruz Vermelha Brasileira está sendo muito valorizado por eles, que estão bastante agradecidos”.

A DHL, líder global em logística e especializada em entrega internacional, serviços de courier e transporte, ofereceu-se para levar as cestas básicas a 27 endereços de famílias e quatro associações que atendem essas pessoas, espalhados por todas as regiões da capital paulista.

Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo

Além do apoio a essas famílias, Ongs e líderes comunitários que já auxiliava antes da Covid-19, a CVB/SP firmou parceria com o programa Cidade Solidária, criado pela prefeitura de São Paulo, para receber as doações, preparar cestas básicas e kits de higiene pessoal e limpeza para distribuição.

Desde o lançamento do Cidade Solidária, em 7 de abril, a CVB/SP recebeu no seu Centro de Logística 1.887 toneladas de alimentos, itens de higiene pessoal e limpeza e preparou, em média, 6.312 cestas básicas e kits de higiene e limpeza, por dia.

Acompanhamento a familiares de personas desaparecidas do CICV

No Brasil, o CICV realiza um acompanha grupos de familiares de pessoas desaparecidas para compreender suas necessidades e apoiá-los para ajudá-los a se fortalecerem, para que não fiquem paralisados pela incerteza sobre o destino de seu ente querido e para que consigam lidar com as dificuldades relacionadas ao desaparecimento.

Com conhecimento da realidade local e da experiência global, o CICV também oferece recomendações às autoridades brasileiras e apoio técnico em diferentes áreas. Todo trabalho é realizado em conjunto com autoridades e com a sociedade civil para auxiliar na melhora das respostas dadas aos familiares e na busca de pessoas desaparecidas.

 

Mais informações sobre o programa para famílias de desparecidos: https://www.icrc.org/pt/pessoasdesaparecidas-brasil

Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo

Assessora de Comunicação: Bernadete

A CRUZ VERMELHA BRASILEIRA – SÃO PAULO INTERMEDIA CHAMADA TELEFÔNICA INTERNACIONAL ENTRE IMIGRANTES E FAMILIARES

O serviço é oferecido a imigrantes moradores em centros de acolhida em São Paulo

O programa “Restabelecimento de Laços Familiares” (RLF), desenvolvido pela Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo oferece serviço de chamadas telefônicas à distância para imigrantes moradores de centros de acolhida da capital paulista, que precisam receber e dar notícias à família. A intermediação do contato será à distância: a CVB/SP deixará um celular nos centros de acolhida, fará a ligação e unirá as duas pontas do chamado telefônico, via internet.

Em princípio os aparelhos serão disponibilizados em quatro casas que acolhem imigrantes. “Todos os que têm familiares em outros países ou mesmo em outros estados brasileiros poderão fazer a ligação, independente de nacionalidade ou situação jurídica/migratória”, explica a gerente de Voluntariado e Projetos Sociais, Marina Dauar.

Para a gerente, com a quarentena muitas pessoas perdem a comunicação com os entes queridos, vínculo de extrema importância para manter o bem-estar e saúde mental. “Nossos esforços são para garantir que esses imigrantes consigam enfrentar esse momento tão desafiador, com a certeza de manterem os laços familiares”, conclui Dauar.

Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo

Assessora de Imprensa: Bernadete de Aquino

(11) 93208-9620 ou (11) 5056-8779

CRUZ VERMELHA BRASILEIRA - SÃO PAULO ENTREGA CESTAS BÁSICAS E ITENS DE HIGIENE PESSOAL EM ALDEIA NA ZONA NORTE DA CAPITAL

No último sábado (23), voluntários e colaboradores entregaram cestas básicas, itens de higiene pessoal, máscaras e álcool em gel, além de cobertores para as 260 famílias da aldeia Tekoa Pyau, no Pico do Jaraguá, zona norte de São Paulo. Na ação, estavam presentes os presidentes da Cruz Vermelha Brasileira, Julio Cals, e o da filial paulista, Jorge Wolney Atalla Jr. Há três anos, a aldeia está na lista das 120 ONGs e líderes comunitários que recebem ajuda da a Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo (CVB/SP).

 

A ação precisou ser rápida para que não houvesse aglomeração dos moradores e risco de contaminação do novo coronavírus. No local, enquanto os carros que levaram os produtos eram descarregados, voluntários distraiam as crianças curiosas pela novidade, com brincadeiras e distribuição de doces.

 

 

De acordo com Atalla Jr., a ação humanitária foi em paralelo ao trabalho realizado em parceria com a prefeitura de São Paulo no programa Cidade Solidária. “Entregamos montados cerca de 10 mil kits e cestas básicas diariamente para a prefeitura, que faz essa distribuição”, explica o presidente da CVB/SP. O cadastro para o recebimento de cestas básicas é feito pelo telefone 156 da prefeitura.

 

Finalizando sua visita de dois dias à sede da CVB/SP, Cals afirma que considera o trabalho realizado pela instituição acima do extraordinário. “O órgão central sente-se muito orgulhoso de ombreá-los nessa missão humanitária e tenho certeza de que o movimento internacional da Cruz Vermelha está muito satisfeito com esse trabalho em todos os estados, principalmente em São Paulo”.

 

 

 

Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo

Assessora de Imprensa: Bernadete de Aquino (23.730)

(11) 5056-8779 e (11) 93208-9620

Presidente nacional da Cruz Vermelha conhece detalhes das ações da filial de São Paulo na campanha contra os efeitos da Covid-19

O presidente da Cruz Vermelha Brasileira (CVB), Julio Cals, e delegação composta por sua equipe técnica e o secretário Geral, Ricardo Braz, chegaram no início da manhã na filial paulista e receberam as boas-vindas do presidente Jorge Wolney Atalla; do secretário geral, Silvio Balangio e do coordenador nacional de Emergências e Desastres, Luis Awazu.

No primeiro encontro com gestores de diversos departamentos da CVB/SP, Cals enfatizou a importância da aproximação com a filial e o fortalecimento de toda a equipe que está fazendo a diferença na vida das pessoas que precisam de ajuda. “Quando entrei aqui, senti um orgulho imenso de fazer parte dessa família, de enfileirar e ombrear vocês, nessa missão tão bonita que é humanitária aqui no Brasil”, discursou.

Depois da apresentação, Cals percorreu os mais de dois mil metros quadrados que formam o Centro de Logística de Doações e acompanhou o trabalho de voluntários, incluindo integrantes do Exército, que montavam kits de higiene e limpeza para distribuição.

Ao encontrar o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Fernando Chucre, coordenador do programa Cidade Solidária, do qual a CVB/SP é parceira, Cals cumprimentou pela campanha e recebeu de volta elogios sobre a atuação da instituição.

A delegação fez questão também de conhecer o Hospital da a Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo, que suspendeu suas atividades para receber apenas pacientes com Covid-19, encaminhados pela rede pública e também o prédio em reforma do Centro Formador (Cefor).

No período da tarde, as reuniões foram técnicas com os setores Apoio Psicossocial; Educação e Saúde, Restabelecimento de Laços Familiares (RLF) e Comunicação, além da reunião de governança.

Presente

Visitando também a CVB/SP, o artista Tito Ferrara conheceu Julio Cals e ganhou o título de Voluntário Honorário da Cruz Vermelha Brasileira, pelo projeto que está desenvolvendo na filial para fazer a imagem do que foi um dos maiores movimentos humanitários da história da instituição.

A visita do órgão nacional continua neste sábado (23)

 

Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo

Assessora de Imprensa: Bernadete de Aquino

(11) 93208-9620

comunicacao@cruzvermelhasp.org.br

Presidente da Cruz Vermelha Brasileira visita filial paulista para conhecer Centro de Logística de Doações

Presidente da Cruz Vermelha Brasileira (CVB), órgão central da instituição no Brasil, Júlio Cals chega, nesta sexta-feira (22), às 8h30, à sede da Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo (CVB/SP) para conhecer de perto toda a estrutura montada para o trabalho humanitário realizado durante a pandemia de Covid-19.

Acompanhado pela equipe, Cals visitará os 2.100 metros quadrados dedicados ao Centro de Logística de Doações, responsável por receber as arrecadações de pontos de coleta da Prefeitura de São Paulo espalhados pela cidade, preparar e enviar para doação mais de dez mil cestas básicas e kits de higiene pessoal de limpeza, diariamente. No roteiro também está a visita ao Hospital que disponibiliza seus leitos e infraestrutura para receber pacientes com Covid-19, encaminhados pela rede pública.

 

A visita faz parte de um roteiro de Cals pelas filiais, que começou com Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte. São Paulo é o primeiro Estado da região Sudeste que recebe o presidente, desde o início das campanhas em todo o país.

De acordo com o presidente da CVB, tem sido enriquecedor conhecer experiências das filiais, de regiões diferentes, cada uma com suas peculiaridades, mas todas conseguindo dar o atendimento e suporte adequados à população mais vulnerável.  “O novo coronavírus pegou o mundo inteiro de surpresa. Mesmo assim, o maior movimento de ações humanitárias do mundo, rapidamente se organizou, buscou parceiros e teve como resposta, mais uma vez, a formação de uma grande rede de solidariedade”, afirma Cals.

Para o presidente da CVB/SP, Jorge Wolney Atalla Jr. a presença do líder nacional da Cruz Vermelha e o reconhecimento de tudo o que está sendo realizado é fator de motivação para colaboradores e voluntários envolvidos no trabalho diário. “Sabemos sobre as dificuldades da agenda de Júlio Cals e o esforço para percorrer o país nesse momento de crise, mas, sem dúvida, é importante que as equipes tenham esse estímulo”

Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo

Assessoria de Imprensa: Bernadete de Aquino (23.730)

(11) 93208-9620

CAMPANHA CIDADE SOLIDÁRIA

Campanha Cidade Solidária:  Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo produz mais de 60 mil kits de alimentos e itens de higiene e limpeza para distribuição

 

De 8 a 27 de abril, a instituição montou 22.655 cestas básicas e 38.180 kits de higiene e limpeza com os produtos que foram arrecadados

 

A Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo (CVB/SP), integrante da maior instituição de ajuda humanitária do mundo, que atua na proteção à vida e à saúde, é uma das parceiras da Prefeitura de SP na campanha Cidade Solidária, de combate à proliferação da Covid-19, e que tem como objetivo arrecadar produtos de higiene e limpeza, alimentos não perecíveis, equipamentos de proteção individual, entre outros.

 

Desde o lançamento do programa, em 7 de abril, foram arrecadadas mais de 14 toneladas de produtos, incluindo alimentos e itens de higiene. Com as doações, os cerca de 300 voluntários da CVB/SP montaram 22.655 cestas básicas e 38.180 kits de higiene para distribuição da prefeitura à população em situação de risco da cidade.

 

A Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo também disponibilizou 54 leitos de seu hospital, sendo 20 de UTI e toda a infraestrutura para o encaminhamento de pacientes da rede pública, infectados pelo coronavírus durante a pandemia.

As doações podem ser realizadas em nove pontos de drive-thru distribuídos por São Paulo. Um dos pontos oficiais de coleta é a sede da Cruz Vermelha de São Paulo, localizada na Av. Moreira Guimarães, 699, Indianópolis. Assim como nos demais locais, o horário de funcionamento será de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h. Saiba mais sobre os locais de doação pelo site https://www.spcidadesolidaria.org/.

 

Itens que podem ser doados

  • Produtos de higiene: sabonete, escova dental, creme dental, absorvente higiênico, papel higiênico.
  • Produtos de limpeza: água sanitária, detergente em pó, desinfetante, esponja multiuso, álcool 70, entre outros.
  • Equipamentos de proteção: Máscaras, álcool em gel e luvas
  • Alimentos não perecíveis: água mineral, leite em pó integral, arroz, feijão, farinha de mandioca, açúcar, óleo de soja, macarrão, polpa ou purê de tomate, sardinha em óleo comestível.

 

Sobre a Cruz Vermelha de São Paulo

A maior instituição de ajuda humanitária do mundo está presente em 190 países, atuando na proteção à vida e à saúde, com o objetivo de prevenir e atenuar o sofrimento humano. Há mais de 150 anos, o trabalho da Cruz Vermelha é desenvolvido sem distinção de raça, nacionalidade, gênero, condição social, religião e opinião política. A Cruz Vermelha Brasileira –São Paulo realiza, desde 1912, iniciativas próprias de assistência humanitária e social aos mais vulneráveis, em especial na gestão de riscos e desastres, na capacitação em primeiros socorros, além de ações de promoção à saúde. Só em 2019, a CVB/SP distribuiu 184 toneladas de alimentos, roupas, calçados e itens de higiene e limpeza, dentre outros. Mais informações estão disponíveis em www.cruzvermelhasp.org.br ou nos perfis da instituição nas redes sociais:

 

Facebook: https://www.facebook.com/cruzvermelhabrasileirasp/

Instagram: https://www.instagram.com/cruzvermelhabrasileirasp/

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCHX76_t31ZDUkOwoKhTTwkQ

 

Mais informações

Bernadete Aquino – comunicacao@cruzvermelhasp.org.br – (11) 5056-8779

Flávio Simonetti – flavio.simonetti@fsb.com.br – (11) 99393-2161

Amanda Marchini – amanda.marchini@fsb.com.br – (11) 97080.6089

Prefeito Bruno Covas anuncia instalação de leitos do Hospital Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo para pacientes graves com Covid-19

Em visita à Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo (CVB/SP), o prefeito Bruno Covas anuncia a instalação de leitos para pacientes com Covid-19 no Hospital da instituição, que cancelou todas as cirurgias eletivas para deixar prontos 54 leitos, sendo 20 de UTI, 30 de apoio, uma sala de estabilização e três de admissão. Mas, em plena capacidade serão 75 leitos, sendo 40 de UTI. Os setores de central diagnóstica, laboratório, farmácia, lavanderia e todos os demais serviços necessários para o bom funcionamento da unidade, também estão disponíveis.

O atendimento será com porta fechada, ou seja, as pessoas com sintomas não devem procurar diretamente o Hospital. Os pacientes com Covid-19 chegarão, exclusivamente, transferidos por ambulâncias de outras unidades e as internações serão controladas pela regulação da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Em entrevista à imprensa, Bruno Covas enfatizou a importância de firmar parceria com a Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo, pela credibilidade da instituição, e afirmou que a disponibilização do hospital contribui com o trabalho realizado pela prefeitura e governo estadual, visando a ampliação de leitos de UTI, um dos gargalos do sistema de saúde, na pandemia. “Essa é uma das maiores preocupações, para que São Paulo não repita o que vem acontecendo em outras cidades que não conseguem mais atender a população”.

O prefeito reforça o pedido de isolamento social. “Se as pessoas ficarem em casa, a gente dilui essa contaminação no tempo, evita o pico e todo mundo pode ser atendido nesses leitos que estão sendo incorporados”, sinaliza Bruno Covas.

O presidente da CVB/SP Jorge Wolney Atalla Jr.  conta que, logo ao perceber que a pandemia acarretaria muitas internações, decidiu bancar 100% dos custos do Hospital para auxiliar a rede pública.  “Quando vimos que havia muitos casos da Covid-19 e, possivelmente faltariam UTIs, decidimos fechar o hospital e deixá-lo à disposição. Graças a Deus deu certo e hoje começa essa parceria com a prefeitura”

 

Há mais de 50 anos o Hospital Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo é referência no tratamento de queimaduras e cirurgias plásticas, mas tem ampliado com atendimento de outras especialidades, como ginecologia, ortopedia, gastronomia, buco-maxilo-facial, dentre outros. O seu prédio ocupa mais de três mil metros quadrados.

Programa Cidade Solidária

A CVB/SP é parceira da prefeitura de São Paulo no Programa Cidade Solidária, como ponto de coleta de doações e preparação de kits de higiene, limpeza e alimentos para distribuição, com ajuda de cerca de 400 voluntários e colaboradores, que trabalham em uma estrutura gigante, equipada para o trabalho que não para. Desde o lançamento do programa, em 7 de abril, foram enviados à prefeitura mais de nove toneladas de kits de higiene e limpeza e recebidos quase 90 mil itens, incluindo alimentos para montagem de cestas básicas.

Ao lado de Covas, Jorge Wolney Atalla Jr. agradece à prefeitura, aos 300 voluntários envolvidos no programa e às empresas parceiras, que garantem a preparação de oito mil kits diários de higiene, limpeza e alimentos, enviados para o Cidade Solidária distribuir.

Cruz Vermelha Brasileira – São Paulo

Assessora de Comunicação: Bernadete de Aquino

(11) 5056-8779 / (11) 93208-9620

FOTOS DISPONÍVEIS PARA IMPRENSA: CLIQUE AQUI!

RECEBA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS
DIRETAMENTE NO SEU E-MAIL